+ 4 motivos para você fazer o curso de APH

Atendimento pré-hospitalar é a prestação de socorro à vítimas em situação de risco, a fim de beneficiar a sua saúde e vida antes que ela tenha o atendimento médico especializado. Os casos de urgência e emergência onde se faz necessário um profissional eficiente e ágil são muitos. Infelizmente ainda percebemos alguns erros quanto a isso e, na maioria das vezes, são solúveis com um curso de atendimento pré-hospitalar. Infelizmente os cursos de APH Socorrista não são uma totalidade entre profissionais de socorristas. Contudo, há muitos motivos para você optar por essa capacitação e falaremos sobre quatro deles neste post. Veja:


1 – O atendimento pré-hospitalar salva vidas: É esse profissional que dá o suporte básico de vida até que a vítima seja atendida em um hospital. Sem um curso de atendimento pré-hospitalar, as chances de cometer erros simples, mas fundamentais para a segurança da vítima, são grandes. Com isso, assim como o APH salva vidas, a falta dele pode comprometer a boa recuperação.


2 – É preciso pensar na educação continuada: O curso de APH é fundamental para a educação continuada do profissional, um curso de primeiros socorros aperfeiçoa e melhora a sua capacitação como profissional.


3 – Domínio dos equipamentos de primeiros socorros: Um socorrista tem acesso a diversos equipamentos de salvamento, a falta de domínio deles também compromete o atendimento pré-hospitalar. Alguns resgates já utilizam material de corte, por exemplo. Saber como manusear não só ajuda a vítima como evita acidentes com a equipe. O curso de atendimento pré-hospitalar também orienta quanto a resgates feitos em altura, que envolvem equipamentos de segurança. São feitos treinamentos voltados para essa capacitação, de forma que não haja risco para quem está em atendimento e para quem está atendendo também.


4 – O APH não é só para atendimento externo: Um dos motivos que leva muitos profissionais a não se preocuparem em fazer um curso de atendimento pré-hospitalar é achar que essa capacitação é apenas para resgates externos. Por exemplo, a aprovação da Lei Lucas, prevê a obrigatoriedade do curso de primeiros socorros para profissionais de creches e escolas. Outro bom exemplo que podemos citar aqui é o enfermeiro do trabalho. Dependendo do setor, há funções onde o risco de acidentes é muito grande. Não se preocupar em ter tal capacitação reduz a eficácia dos primeiros socorros ao funcionário.

Agora que você conhece alguns motivos para fazer um curso de atendimento pré-hospitalar, não deixe de se profissionalizar!


texto adaptado do site 22brasil.com

26 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

LOREM IPSUM

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis imperdiet pellentesque erat nec molestie. Sed sagittis tristique nulla, sit amet hendrerit magna venenatis eget. Nulla eu suscipit lacus.

LOREM IPSUM

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis imperdiet pellentesque erat nec molestie. Sed sagittis tristique nulla, sit amet hendrerit magna venenatis eget. Nulla eu suscipit lacus.

© 2020 por Grupo Stilo - Especializada em Segurança do Trabalho

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube